sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

3 formas de saber se o seu CPF está negativado

O total de CPFs negativados no país já ultrapassa 63 milhões; saiba como identificar a restrição e como deixar as estatísticas
De acordo com dados do SPC, o Brasil conta com mais de 60 milhões de cidadãos em situação de endividamento. O fato é que, além de todo o desconforto emocional que as dívidas trazem, há também o fator social refletido na restrição de crédito.

De maneira simplificada, a restrição no CPF funciona como um carimbo negativo que a pessoa endividada e inadimplente recebe diante do mercado. Devido ao não pagamento de contas anteriores, o consumidor fica limitado e, em muitas situações, impedido de realizar novas compras. 

Além da restrição com a própria empresa credora, o consumidor é afetado diante de todo o mercado econômico, devido ao score de crédito que mensura, periodicamente, o quão boa pagadora uma pessoa é. De maneira geral, a restrição ao crédito e a negativação do CPF podem provocar:

Rejeição de um pedido de cartão de crédito;
Impossibilidade de pedir um empréstimo ou financiamento;
Restrição ao fazer novos negócios como, por exemplo, comprar um imóvel.

Como saber se o CPF está negativado?

Há, pelo menos, três formas de descobrir se há alguma restrição de crédito em seu CPF:

1. Contato direto com a empresa credora

Se você sabe que está em débito com alguma instituição, recente ou há muito tempo, vale entrar em contato com essa empresa e solicitar a verificação de dados e histórico de pagamento. Essa é uma maneira simples, inclusive, de já aproveitar e questionar sobre as condições de regularização da dívida, caso ainda esteja ativa/aberta.

2. Contato com órgãos de proteção ao crédito

Outra forma de identificar se há algo pendente em seu CPF é contatar diretamente os órgãos de proteção ao crédito, como SPC e/ou Serasa. Presencialmente, basta apresentar seus dados de identificação necessários e, se online, é necessário fazer um cadastro para ter acesso ao sistema e ter informações mais detalhadas da sua realidade financeira diante do mercado.

3. Cadastro em um birô de crédito

Os birôs de crédito são empresas que fazem o registro de pagamentos de contas, como luz, água, pagamento de parcelas de empréstimos, financiamentos e faturas de cartão. De forma geral, os birôs servem como grandes bancos de dados e medem o score de crédito do cidadão. Ao fazer o cadastro em uma dessas empresas, virtualmente, é possível ver não apenas o score, mas os motivos pelos quais essa pontuação está atribuída ao seu CPF e em quais empresas há pendência aberta, aguardando regularização.

Regularizando o seu CPF

Identificar se existe uma restrição no CPF é apenas o começo da organização financeira. Em seguida, é necessário saber o total da dívida e as condições para que essa pendência seja quitada ou regularizada, para então, fazer uma tomada de decisão para negociação.

Entender seu orçamento atual, quanto entra e quanto sai, também é muito importante para conseguir  liberar o CPF de qualquer restrição. Portanto, vale sentar e fazer uma varredura completa na sua situação financeira e, se necessário e dentro do orçamento, optar por uma solução emergencial para quitação da pendência e organização orçamentária.