sexta-feira, 27 de agosto de 2021

ACUSADO DE PARTICIPAÇÃO DE HOMICÍDIO É INOCENTADO EM PARNAÍBA



No julgamento realizado nesta quinta-feira (26) no fórum Desembargador Salmon Lustosa, LUCILANE DA SILVA TEODORIO foi absolvido da acusação de ter participado da morte de Denis da Silva Mesquita, morto em março de 2018.

Após mais de 14 horas de Sessão do Júri, oitiva de diversas testemunhas que apontavam a inocência de LUCILANE e a apresentação de debates orais pela defesa de Lucilane promovida pela Dra. Iracema Ramos Farias, os jurados foram convencidos da inocência de Lucilane, e votaram por 4x0 para a sua absolvição.

Durante os debates orais a Dra. Iracema Ramos Farias se posicionou com muita veemência diante dos jurados em relação ao pedido de absolvição de Lucilane, alegando que ele não participou do homicídio de Denis, e que as testemunhas compromissadas com a verdade e ouvidas perante os jurados apontaram o Lucilane como sendo inocente.

A sentença foi lida pelo juiz Georges Cobiniano Sousa de Melo:

“Submetido hoje a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri, reconheceu o Conselho de Sentença, por maioria de votos, a PROCEDÊNCIA PARCIAL da materialidade e autoria dos delitos, de forma que decidiu pela: a) ABSOLVIÇÃO da ré ANA CLAUDIA DA SILVA LIMA, quanto à imputação de prática do delito tipificado no artigo 121, § 2o, II, e IV, do Código Penal, e do réu LUCILANE DA SILVA TEODORO, de alcunha ‘UÉ, quanto à imputação de prática do delito tipificado no artigo 121, § 2o, II, e IV, do Código Penal; e b) CONDENAÇÃO de FRANCISCO DE ASSIS DA SILVA TEODORO, de alcunha ‘SISSI’, como incurso nas sanções dos artigos 121, § 2o, II e IV, c\c 29, todos do Código Penal."