sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Hospital de Amor será inaugurado na sexta-feira em Imperatriz




Na sexta-feira, 8 de outubro será inaugurado o Hospital de Amor do Sul do Maranhão, em Imperatriz. A unidade vai fazer prevenção do câncer de mama em mulheres de 50 a 69 anos e prevenção do câncer de colo de útero em mulheres de 25 a 64 anos.
A implantação do Hospital de Amor do Sul do Maranhão foi articulada pelo senador Weverton (PDT-MA) com a diretoria da entidade e tem o apoio da prefeitura do município, que doou o terreno. O senador destinou cerca de R$ 40 milhões em emenda parlamentar para a construção da unidade.
“Definimos a implantação em Imperatriz porque é a maior cidade ao sul do Maranhão e garantirá atendimento a toda a região tocantina e sul maranhense. Em São Luís, já temos o Aldenora Belo que atende com excelência o estado todo e conta com o nosso apoio”, explicou Weverton.
Em junho de 2020, o senador esteve em Barretos (SP), onde conheceu as instalações do principal hospital de tratamento do câncer da instituição e viu de perto o trabalho de prevenção que será levado a Imperatriz.
“O trabalho desenvolvido em SP é excepcional. Não pensei duas vezes em levar para o Maranhão. A unidade de saúde vai beneficiar muitas maranhenses que precisam desse atendimento”, ressaltou.
No Hospital de Amor de Imperatriz, as pacientes poderão fazer os seguintes exames: mamografia, exame de Papanicolau, consultas com mastologista, consultas com ginecologista e as biópsias, tanto de mama quanto de colo de útero.
A unidade também terá um centro cirúrgico, no qual a sala de procedimentos funcionará como sistema de “hospital dia”, em que a mulher faz a cirurgia de manhã e está liberada de tarde. No local será possível fazer a retirada de pequenos tumores, tanto do colo de útero, quanto de mama.

Unidades móveis
O Hospital de Amor também terá duas unidades móveis. Elas vão rodar na regional de Imperatriz. No total, 40 municípios da região devem ser beneficiados. A expectativa é que 250 mulheres sejam atendidas só na parte de mama e 250 em exame de Papanicolau, fechando em 500 atendimentos por dia de prevenção e mais 100 atendimentos por dia nas outras áreas, desde consultas, ultrassom e biópsias.

Foto: Magno Romero