sábado, 2 de outubro de 2021

Luisa Mell processa Sikêra Jr. em R$ 1 milhão: 'chamou de p***, nome elameado'


Luisa Mell colocou Sikêra Jr. na Justiça após o apresentador do Alerta Nacional atacá-la no programa da RedeTV!.

Na ação de indenização por danos morais, a defesa da apresentadora e ativista afirmou que ela sentiu sua dignidade abalada ao ser tratada por Sikêra "como se fosse prostituta".

A situação entre os dois começou após Sikêra Jr. debochar de um caso de zoofilia exibido no Alerta Nacional em 23 de outubro de 2020. Luísa Mell, que é ativista da causa animal, fez um post repudiando as falas do apresentador.

Depois disso, segundo a ação, Sikêra Jr. passou a ofender Luisa Mell na RedeTV! e em outras situações. Uma das situações citadas é uma entrevista em que ele afirmou que Luisa "só fica atrás de homem casado".

Outra fala citada na ação foi quando Sikêra, no “Para Quem Você Tira o Chapéu”, do programa de Raul Gil, acusou o Instituto Luisa Mell, que acolhe e defende animais em situação de vulnerabilidade, de estar envolvido em uma “grande quantidade de denúncias”, levantando suspeitas contra a credibilidade da ONG, mesmo sem provas.

A ação afirma que Sikêra “vocifera o ódio” e que Luisa teve o “nome elameado” com as falas do apresentador. "Ele demonstrou desrespeito a uma ativista que defende os animais, referindo-se a ela como se fosse uma prostituta. Mencionando que o negócio dela 'é ficar atrás de homem casado' e afirmando que seu passado a condena", diz.

"Se o réu chama uma senhora de puta, deve responder pelo que fez. Se o réu afirma que ela sai com homens casados, ele tem que responder. Se ele afirma que ela se apropria de valores de sua fundação, ele tem que responder diante disso”.

Luísa pede R$ 1 milhão de indenização. Na ação, ela pediu ainda uma e tutela de urgência para que Sikêra não cite mais seu nome, sob pena de multa de R$ 20 mil.